quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Eterno



Eles arrancaram minha boca;
E eu sorri.
Eles arrancaram meus braços;
Eu acenei.
Eles arrancaram meus ossos do pé;
Caminhei.
No fim trouxeram a máxima lâmina,
Deceparam a cabeça frágil do corpo,
Comemoraram a desventura do eu morto.

E eu voltei.


(Parte integrante do livro a ser lançado 'Visões comuns de um porco esquartejado')

0 comentários:

Postar um comentário

Este blog surgiu após inúmeras recomendações, broncas, cascudos e beliscões de conhecidos. Aqui está, enfim, um espaço próprio para o escritor Allan Pitz publicar suas "Patavinices", seus textos, seus livros, e tudo o mais que o tempo for lhe guiando e desenvolvendo.

Obrigado pelo incentivo de todos.