domingo, 20 de dezembro de 2009

Armadilhas de um Jovem Escritor Brasileiro. (Parte IV)



Quem acompanha esta série deve estar um tanto confuso quanto à minha real posição sobre as editoras nacionais com os jovens escritores. Vá lá: Muitas são limitadas em sua busca, visam apenas lucro, e tratam alguns jovens escritores com o cerimonial triste de uma gravação zangada (e tratam com gladiadores ao invés de gatinhos!), é constrangedor até, mas só posso contar como foi a minha história, não generalizo, e somente o leitor vai dizer com o tempo o nível de bosta que eu sou ou fui (grande; pequena; ou bosta nenhuma).

Dá pra conseguir ser escritor? É claro que dá! No entanto pense bem antes de escrever, pense se você realmente quer escrever ou mostrar. Pense se o carretel criativo vai se sustentar junto à carcaça. Veja bem para onde seu gênero aponta, e pule fora desses cursinhos que ensinam a virar escritor; chega a ser irritante isso. Leia, leia muito, ser bom leitor já é um grande passo para ser escritor, os outros passos você dá vivendo e sentindo, vendo e imaginando, fazendo seus filmes na mente, sei lá... Mas não existe receita secreta, e se existe continuará secreta.

Voltando às editoras, não acredito que elas sejam cruéis, acredito que sejam empresas. O escritor nunca terá a frieza de um executivo. Um executivo jamais alcançará a sensibilidade de um escritor. Entretanto, nesse caso, eles se complementam num negócio... E quem está por cima pode adotar o comportamento que bem quiser.

Sempre sentirá mais os efeitos da bomba social (do pensar ao executar) aquele escritor totalmente isolado em seu fluxo literário louco, e aquele que não tem dinheiro o suficiente para investir em festas de lançamento ou grandes divulgações. Os lobos de estepe (pessoas solitárias) sentirão mais os efeitos da tentativa de edição. A melhor técnica é a insistência, a garra, a criatividade. Na agonia da recusa é que veremos onde a literatura circula, se o escritor realmente ama escrever, e se o coração letrado já pulsa sozinho e voluntário.
(Continua)

2 comentários:

  1. Ola tudo bem? Também tenho um blog, qdo e c de faz uma visitinha. Sucesso aí com o blog e otimo 2010. Abraço

    ResponderExcluir

Este blog surgiu após inúmeras recomendações, broncas, cascudos e beliscões de conhecidos. Aqui está, enfim, um espaço próprio para o escritor Allan Pitz publicar suas "Patavinices", seus textos, seus livros, e tudo o mais que o tempo for lhe guiando e desenvolvendo.

Obrigado pelo incentivo de todos.