terça-feira, 6 de setembro de 2011

Bienal do Rio 2011 - Fotos e Reflexões


Meu coração bateu forte... Mais forte do que eu imaginava, muito mais. Pois descobri nesses dias de Bienal que, para um carioca de Piedade, e que sempre teve de lutar duro para conseguir qualquer coisa (juro que não é papo de candidato a vereador), entre tantas e tantas barreiras que surgiram nos últimos anos, a vida pode ser simples e feliz, como as páginas de um sonho bom.

Eu ficava lá parado, mais observando, respirando aquele ar de esperança todo, pensando no caminho até aqui. E reparava nos livros indo para casa nas mãos das crianças. Olhava meus colegas de Selo, que até ontem estavam presos comigo nessa tela de computador enfadonha (notei que me aborreço muito com a tela; as pessoas são bem melhores fora dela), olhava suas expressões realizadas, seus livros, as cores dos ideais que defendemos juntos, as cores do meu país.

No fundo, pessoal, o Selo Brasileiro é amigo e irmão de qualquer grupo literário que se erga no Brasil, isso pelo simples fato de dizer aos leitores todos: Leiam os livros nacionais!

Colocamos os livros de nossos integrantes na prateleira, mas o objetivo do selo não caberia em uma prateleira só. Nosso coração é enorme. E isso me deixava ainda mais orgulhoso por estar ali. Entre meus flashbacks de memórias, observações mentais infinitas, novos amigos, e sorrisos solitários ou compartilhados... sendo abordado e conversando com gente legal, vendendo até um bom número de livros.

Que maravilha essa minha primeira Bienal! Tão boa que no dia 7 estarei de volta, desta vez para dar mais ênfase ao meu trabalho com Um Peixe de Calças Jeans.



Após a falação, algumas fotos legais da ocasião (depois tem mais):



















Um forte abraço em todos os amigos, integrantes, apoiadores e parceiros do querido Selo Brasileiro. Estamos juntos!

12 comentários:

  1. Que parte do "SHOW DE BOLA" tu não entendeu???

    ResponderExcluir
  2. Tudo e nada, grande mestre...
    "Show de Bola no Show de Bola"!!!
    Hehehehehe!

    ResponderExcluir
  3. KKKKKKKKKKKK!! Isso aí mesmo, Marcio!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Allan, a Bienal foi muito boa para divulgar seu trabalho e do Selo Brasileiro continue assim, sem desistir dos seus objetivos. Parabéns para você e para o Selo Brasleiro, muito sucesso para vocês. Somos Brasileiros e não desistimos nunca!!! Abraços

    ResponderExcluir
  5. Valeu, Britão!! Continuarei firme na batalha, e o selo brasileiro também. Vamos divulgar a literatura nacional pelos quatro cantos do país.

    Muito obrigado pela força!

    Abração

    ResponderExcluir
  6. Também lhe parabenizo caro amigo. É realmente ótimo ver seus sonhos ganhando forma. Como amigo/ leitor compartilho desse momento especial. Toda sorte desse mundo pra você e para a identidade "Selo Brasileiro" - eu leio.

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigado, Pituba! É; eu penso que as energias boas da galáxia estão conspirando, enfim (ufa!). Agora é questão de buscar sempre o aperfeiçoamento na escrita, nas funções do selo, deixar a mente bem equilibrada e seguir em frente. O caminho é longo; dedicação e muito estudo.

    Abração

    ResponderExcluir
  8. Adorei ter conhecido a Carolina Estrella e a Mare Soares. Sucesso!!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tatinda!
    Ah, elas são uns amores mesmo. Eu também gostei muito de conhecê-las.

    Obrigado por comentar!

    ResponderExcluir
  10. Adorei, Allan!!

    Foi muito legal conhecê-lo pessoalmente!

    Encontraremos nossos amigos em muitos outros eventos!

    Abração, Ana

    ResponderExcluir
  11. Show de bola, Ana!! Hehehehe

    Foi sensacional juntar o grupo quase todo na Bienal, na próxima estaremos com o selo inteirinho.

    Abração!

    ResponderExcluir

Este blog surgiu após inúmeras recomendações, broncas, cascudos e beliscões de conhecidos. Aqui está, enfim, um espaço próprio para o escritor Allan Pitz publicar suas "Patavinices", seus textos, seus livros, e tudo o mais que o tempo for lhe guiando e desenvolvendo.

Obrigado pelo incentivo de todos.