quarta-feira, 16 de junho de 2010

20 Comentários sobre A morte do cozinheiro




Seleção de comentários e frases colhidas em todo o processo de publicação – divulgação, até aqui, do livro A morte do cozinheiro.

1 - Impressionante e inusitado!!! (Vanessa Meiser em seu blog Leituras ponto com)

2 - uma leitura bem dinâmica e agradável, além de ter uma boa dose de humor negro e elementos do cotidiano. (Stephania Tonhá no site Sobre Livros)

3 - Já ouviram aquele ditado de que “é nos menores frascos que estão os melhores perfumes”? Então esse ditado pode muito bem ser aplicado aqui. (Ademar Jr. resenhando o livro no blog Cooltural)

4 – Nem Fudendo, meu amigo, isso aí não vende! (Livreiro carioca desinteressado no trabalho)

5 - É uma história tensa, às vezes violenta, mas com momentos engraçados (humor cáustico)... Recomendo!! (Cláudia Charão em seu blog Livraria Outubro)

6 – Nossa prateleira está cheia no momento, estamos trabalhando para futuramente aceitar esse tipo de livro. (Representante de uma grande rede de livrarias, debruçado em uma pilha colossal de exemplares do Harry Potter)

7 – Por que esse livro não vende em Blumenau?!! Comprei o e-book, gostei bastante, e quero ler mais coisa tua. (Leitor através do e-mail)

8 - O livro de Allan Pitz é mais que uma história de suspense. É um poema trágico, um drama teatral, uma comédia de humor negro da melhor qualidade. (Bia Carvalho em seu blog Amor, Mistério e Sangue)

9 - Discordo do próprio autor ao dizer que a história é referencia a dor de cotovelo. Ela me parece bem mais profunda que isso, e a personalidade de Luiz Aurélio complexa é digna de estudos. (Douglas Eralldo em seu blog Listas Literárias)

10 – Deixa uns três aí... Mas o povo gosta mesmo é de livro que vem de fora. (livreiro consignado, digo, resignado)


11 - Não se deixe enganar pela quantidade de páginas. Essas 80 páginas contêm mais do que muitos livros de 500 páginas poderiam conter. (Thalita Prado em seu site Um Mundo de Sonhos)

12 - Como quem lê faz seu filme, eu me envolvi com os desamores de Luiz e sofri com ele. (Luka em seu site Quem lê faz seu Filme)

13 -A forma como o autor descreve as desventuras e insucessos do personagem é um retrato fiel de muitos derrotados, que minguam numa sociedade que os ignora. (Douglas Eralldo em seu blog Listas Literárias)

14 - Esta é uma novela que se lê em uma ou duas horas. Mas desde já aviso que só deve ser lida quando pudermos fazê-lo de seguida. É que, uma vez começada a leitura, não se consegue parar. (Opinião de um leitor português no site Segredo dos Livros)

15 - Um livro... Estranho. Um amor doentio. Um ciúme absurdo. Não gostei do estilo do autor. (Opinião de um leitor português no site Segredo dos Livros)

16 – O livro é bonzinho; quando você morrer pode até virar Cult. (Escritor ‘aminimigo’)

17 – São 80 páginas divididos em 10 partes de puro suspense que instiga a leitura de página atrás de página. (No site Dicas Alheias)

18 – Passa perto de ser uma suruba poética entre Dalton, Machado, e Nélson... No final você quase cagou um King pela culatra. Bem, antes essa confusão estranha correndo do que um Dino Buzzati se arrastando. Dou quatro estrelas e um Gadernal (Experiente leitor crítico)

19 – Eu Suuuuuuper recomendo!!!! (comentário Leituras Fantásticas no site Skoob)

20 – Aqui no presídio eu li e vi a mesma doença no Luiz, era eu lá, e você me ajudou a ver que eu não estava só comigo. Existem coisas ruins que faz a gente querer fazer um monte de bobagem. Posso fazer diferente do Luiz, vo melhorar... (parte de um e-mail enviado pela irmã de um presidiário, a pedido dele, que leu o livro três vezes)

0 comentários:

Postar um comentário

Este blog surgiu após inúmeras recomendações, broncas, cascudos e beliscões de conhecidos. Aqui está, enfim, um espaço próprio para o escritor Allan Pitz publicar suas "Patavinices", seus textos, seus livros, e tudo o mais que o tempo for lhe guiando e desenvolvendo.

Obrigado pelo incentivo de todos.